Os benefícios de estar em meio à natureza

Tempo de leitura: 5 minutos

Mesmo que você viva em uma grande cidade, ao abrir sua janela e avistar uma bela árvore; ou então, ao ver uma flor ou ouvir o canto de um passarinho, seu humor muda, a tensão se alivia, tudo fica mais leve por um instante.

E quanto maior e mais rotineiro for o contato e a observação da natureza, há uma significativa redução do estresse e como consequência, aumento da imunidade.

No momento, esse contato precisa ser estimulado com mais cautela. Pode ser realizado através do cultivo de plantas em sua residência (ver nosso post: Plantas em casa: uma ótima forma de ficar em contato com a natureza), através de filmes e documentários, de lives e dicas que sempre postamos no perfil do Instagram da Ambiental, por meio de leituras (ver post: 5 livros inspiradores sobre viagens pelo Brasil para ler na quarentena) e do estímulo da imaginação – em práticas como a meditação (ver post: Práticas para aumentar seu bem-estar físico e mental) ou através do olhar, como citamos no início do texto.

Mas quando nossa rotina se normalizar e for possível viajar novamente, esse contato pode ser estimulado de forma muito mais imersiva. Muitos destinos têm como principal atrativo a interação com a natureza e a Ambiental é especializada nessas viagens.

Portanto, para tornar sua quarentena mais leve e incentivar o planejamento dos seus sonhos para um futuro próximo, listamos abaixo o benefício de experiências que promovam o contato com a natureza!

Banho de Floresta

Há viagens que proporcionam um verdadeiro “banho de floresta” – conceito japonês que incentiva as pessoas a passarem um tempo imersas em uma área verde e arborizada para relaxarem e adquirirem toda a energia da natureza.

Estudos realizados pela Universidade de Chiba, bem como pesquisas feitas pela Nippon Medical School, no Japão, apontaram que esse “mergulho” frequente em matas e florestas, influenciam positivamente no sistema imunológico, fortalecendo a saúde física, mental e emocional das pessoas.

Ajuda a diminuir o estresse, pois baixa o nível de cortisol, reduz a pressão arterial e influencia nos sistemas simpático e parassimpático, que são sistemas nervosos responsáveis pelo estado de alerta (simpático) e pelo estado de calma (parassimpático).

Equilíbrio da energia corporal

Você sabia que tomar um banho de cachoeira equilibra a energia do corpo? A água gelada que bate nas rochas traz essa força ao corpo e à alma, recarregando suas energias. Um estudo da Universidade de Jerusalém, em Israel, provou que há efeitos benéficos ao organismo quando as pessoas ficam expostas a íons negativos, e são essas partículas que se formam quando moléculas d’água se chocam com rochas, que ao escaparem seus elétrons que se unem a elas, o resultado são os íons negativos.

Além disso, melhora a circulação sanguínea pois o contato com a água fria faz o coração acelerar para circular o sangue mais rapidamente, e assim manter-nos aquecidos, melhorando o sistema cardiovascular.

Ainda ajuda a diminuir dores musculares, causando um relaxamento corporal; enaltece a beleza da pele, unhas e cabelos por conta da remoção de oleosidade e impurezas, e estimula a produção de colágeno.

Um sono melhor

É sabido que presença constante ao ar livre no meio ambiente, auxilia em um sono reparador, uma vez que aumenta a produção de melatonina, o hormônio do sono. A maior exposição ao sol durante o dia, e à escuridão da noite, facilita essa produção, regulando o ritmo circadiano que é o famoso relógio biológico.

Um estudo realizado pela Universidade do Colorado comprovou isso, colocando dois grupos de pessoas em análise, sendo que um deles foi acampar em uma floresta por dois dias, e o outro grupo ficou em casa. O estudo mostrou que após a experiência, o grupo que acampou teve sua produção de melatonina prolongada por mais dias, ocasionando em um sono melhor por mais tempo.

Exposição ao sol

Se expor ao ar livre em dias ensolarados combate a depressão. O sol eleva o nível de vitamina D no corpo, importante elemento para a saúde mental. Em alguns lugares do planeta, a incidência de sol é menor, em determinadas épocas do ano, como no inverno, por exemplo, fazendo com que as pessoas saiam menos de casa. Essa falta de sol, pode causar falta dessa vitamina no corpo, desencadeando sintomas de depressão.

Crenças e energias

Existem muitas crenças em torno de energias curativas e revigorantes que a natureza oferece aos seres vivos. É possível sentir essa energia ao se conectar com ela, ao contemplar suas belezas ou ao tocar árvores, plantas e animais; ao caminhar pela grama, terra ou areia, dar um mergulho no mar, em rios, lagoas ou curtir banhos de cachoeiras.

Tanto a energia vinda de cima, do Sol, quanto a energia vinda de baixo, do centro da Terra, são energia naturais, vitais e positivas que aumentam a energia corporal, elevando a vibração e a frequência que também são emanadas pelas pessoas.

Esse contato ajuda de diversas maneiras:

  • Diminui os pensamentos negativos;
  • Aumenta a imunidade do corpo;
  • Aumenta a oxigenação corporal;
  • Aumenta a criatividade, a memória, o foco e a concentração;
  • Proporciona relaxamento e tranquilidade;
  • Aumenta a sensação de plenitude e bem-estar;
  • Estimula a frequência em atividades físicas;
  • Diminui riscos de doenças crônicas; e muito mais.

Todos os benefícios de que falamos neste artigo colaboram com a saúde e qualidade de vida, ao nos fazer desligar, pelo menos um pouco, da vida urbana para nos conectar com o meio ambiente, elevando nossas funções vitais da forma mais saudável que existe: em meio à natureza.