Plantas em casa: uma ótima forma de ficar em contato com a natureza

Tempo de leitura: 8 minutos

Samambaia, Orquídea, Espada de São Jorge, Cróton, Palmeira Areca, Bromélia, Violeta, Costela de Adão, Lírio da Paz, Árvore da Felicidade, Zamioculca, Violeta, Camedórea-elegante, Pleomele, Rosa de Pedra, Mini cacto, Begônia, Pau d’água, Ficus Lyrata, Bambu-da-sorte, Maranta, Calathea, Café-de-salão, Alocasia amazônica, Pacová, Renda francesa, Palmeira-leque, Veludo roxo, Antúrio, Singônio, Filodendro, Jade, Azaleia…

São muitas as espécies de plantas que podemos ter em casa. Algumas com nomes mais conhecidos, outras com menos, não faltam motivos para tê-las. Listamos apenas alguns deles:

Ótimos motivos para ter plantas em casa

Neste período de quarentena ou em nosso dia a dia de moradores de grandes cidades, as plantas são um ótimo meio de conexão com a natureza.

Cuidar das plantas é quase uma terapia para muitas pessoas.

Além disso, são ótimas para a decoração de uma casa, trazem delicadeza, elegância, cores, tornam o ambiente mais aconchegante.

Plantas decoram a casa, trazem cores e um clima aconchegante (foto da casa da Carol – colaboradora Ambiental Turismo)

Para muitos, há plantas que funcionam como amuletos. É o caso da Espada de São Jorge, arruda, pimenta.

Além de tê-las em casa, plantas são ótimas para presentear. Muitas delas trazem em seus próprios nomes, ótimas mensagens: Lírio da Paz, Árvore da Felicidade, Bambu da Sorte.

Plantas em casa ajudam a cuidar da nossa saúde

Além do alívio do stress que cuidar de plantas proporciona, muitas delas têm propriedades que ajudam a mantermos uma boa saúde.

Por exemplo:

A espada de São Jorge Umidifica o ar e produz uma quantidade considerável de oxigênio. Devido a essa característica, neutraliza odores emitidos por materiais sintéticos.

Ela foi considerada a mais versátil de uma lista de 19 plantas que umidificam o ar, elaborada pela NASA.

A Espada de São Jorge foi considerada a mais versátil das plantas para a saúde em uma lista da Nasa. Além disso é considerada um amuleto por muita gente.

A Jiboia ajuda quem tem alergia a produtos de limpeza. Ela absorve o benzeno liberado por eles.

Já a Palmeira-Rápis absorve diversas substâncias tóxicas dos produtos de limpeza. Por isso, costuma ser recomendada para a área de serviço.

Ainda com função similar, o Antúrio é capaz de absorver a amônia liberada por produtos de limpeza. É indicado para se colocar em banheiros.

Por sua vez, as samambaias também são ótimos umidificadores naturais do ar.

A planta Clorofito, também conhecida como paulistinha ou gravatinha, absorve, através de suas folhas, partículas alergênicas, como poeira. Em pouco tempo essa espécie pode ajudar a eliminar boa parte das toxinas do ambiente.

A Gérbera ajuda a combater a insônia.

Um estudo da universidade inglesa Royal College of Agriculture descobriu que estudantes tiveram 70% mais atenção quando estavam em um ambiente com plantas.

Plantas caseiras que viram ótimos temperos e chás!

A essa altura, se você ainda não tem plantas em casa, esperamos já ter convencido você a ter. Se já tem algumas, pode estar pensando em ter outras mais.

Ainda assim, não custa nada lembrar que há aquelas plantas que ajudam a temperar nossos alimentos ou se transformam em deliciosos chás naturais.

Uma breve lista, inclui capim-limão, alho-poró, funcho, cebolinha, tomilho, hortelã, manjericão, alecrim, orégano, salsa… quanto aroma e quanto sabor!

Mini horta da Maria Ignêz, mãe do nosso consultor Douglas

O que saber antes de adquirir suas plantas de casa?

Antes de comprar uma planta, algumas questões têm que ser consideradas.

O bem estar da planta é o principal quesito para que ela dure e possa proporcionar a você tudo de bom que ela tem a oferecer.

Detalhes como a quantidade de Sol que ela precisa, o espaço necessário para ela se desenvolver, quais os principais cuidados que ela exige, são muito importantes.

Por exemplo, se você terá pouco tempo para cuidar dela, deve buscar uma planta que demanda menos cuidados. É importante saber em que quantidade e periodicidade ela precisa de atenção.

Outro ponto muito importante é que há plantas que são venenosas e, por isso, são riscos para animais de estimação que podem ingeri-las. Se você tem pets, sua atenção tem que ser maior na hora de escolher as plantas que vai colocar dentro de casa.

Árvore da Felicidade, na casa da Vanessa e Glen (Ambiental). Algumas plantas trazem em seu nome, desejos e boas mensagens.

As dicas e histórias dos colaboradores da Ambiental com plantas caseiras.

Nossa especialidade na Ambiental é viagem, principalmente para ambientes cercados de muita natureza.

Mas, como amantes da Natureza que somos, as plantas de casa fazem parte da vida de muita gente da nossa equipe. Por isso resolvemos juntar algumas dicas e histórias da convivência cotidiana de nossa equipe com as plantas.

Assim que iniciou a quarentena, a Carol, que é da área de viagens de incentivo (viagens corporativas) da Ambiental, pegou as plantas que enfeitavam nosso escritório e resolveu abriga-las em sua própria casa já que o home office ia deixar nosso escritório vazio.

Carro da Carol transportando as plantas da Ambiental para casa dela durante a quarentena

A lista de plantas na casa dela – que já não era pequena – ficou ainda maior. Ela organiza o tempo em sua rotina para cuidar de todas.

Já a Vanessa, que trabalha em nosso departamento de viagens com escolas (estudo do meio ou viagens pedagógicas), contou que ela e o Glen (coordenador de nosso departamento de lazer) não tinham muitas plantas em casa porque viajavam muito.

Com a quarentena, resolveram ter mais.

“Eu adoro plantas. Além de deixar o ambiente mais bonito e aconchegante as plantas nos trazem uma sensação de bem estar”. Vanessa também dá uma dica de como juntou as plantas de casa a suas práticas de reciclagem : “É bacana usar recipientes que já temos em casa, assim evita o consumo desnecessário”

Na casa da Vanessa e do Glen, os recipientes que seriam descartados passam a ter plantas

“Horta com manjericão, salsinha, cebolinha, alecrim, tomilho, orégano e hortelã. Acho essencial ter uma hortinha, temos usado bastante”, completa, Vanessa.

O Douglas, que é um de nossos consultores de viagens, contou que está passando a quarentena na casa de sua mãe, onde o que não faltam são plantas. “Minha mãe tem uma conexão íntima com as plantas dela. Elas têm até nomes”.

A Maria Ignêz, mãe do Douglas, tem uma parte do quintal com flores mais raras e plantas medicinais. “Nessa área, só se entra com autorização!!! É um ciúme que não dá pra explicar”.

“Área de de acesso restrito” (rsrsrs) que abriga as plantas medicinais da Maria Ignêz

Já a Neuma, que também é consultora de viagens, indica uma solução para prevenir e tratar fungo nas plantas e deixá-las ainda mais bonitas: “Colocar em um litro de água 4 colheres de sopa de água oxigenada de 10 volumes. Misturar bem e depois borrifar nas folhas e na terra. Isso pode ser feito uma vez na semana se a planta estiver com fungos. Se a planta estiver sã, pode colocar a cada 20 dias pra prevenir”.

Neuma complementa a dica para quem gosta de soluções naturais: “basta usar as cascas das cebolas. Deixar as cascas na água por 24 horas e depois borrifar nas folhas e terra. Mata todo tipo de praga”.

Na casa do Thiago, setor de comunicação da Ambiental, as plantas também aumentaram durante a quarentena. Tem Costela-de-Adão na varanda, cactos, uma hortinha com manjericão, alecrim, hortelã, tem espada de São Jorge e outras plantas que a Ellen, sua esposa, vem comprando. Algumas já começarem a ganhar nomes (o manjericão chama Genaro e o Cactos chama Severino, por exemplo). “Como normalmente estamos acostumados a ver plantas em áreas externas, na natureza, ter plantas em casa me ajuda a me sentir mais livre, mesmo quando tenho que ficar em casa. É muito bonito ver as plantas crescerem.”, diz Ellen.

Janela do prédio do Zé Zuquim

Para finalizar, o depoimento do Zé Zuquim (sócio  fundador da Ambiental) traz um outro aspecto muito importante sobre ter plantas em casa: “eu quero falar das plantas, mas quero falar também dos passarinhos. Eu moro no primeiro andar e as copas das árvores estão em frente à janela do meu apartamento. Fiquei impressionado nesse período [quarentena pelo COVID19] com o retorno dos beija-flores, sabias Laranjeira, bem-te-vis, maritacas pombas-rola, pica-paus e muitos outros. O verdadeiro retorno em função da diminuição do barulho, do número de carros, da poluição etc. Um espetáculo. Acho que até as árvores estão felizes com essas visitas ilustres.