Sabores exóticos do mundo: experiências gastronômicas cheias de autenticidade

Tempo de leitura: 6 minutos

Sabores inusitados, cores e texturas festejam com os sentidos de quem ama viajar e experimentar cada prato diferente que surge. Uma das maneiras mais interessantes de conhecer as características de um novo destino é por meio de sua comida.
Quem se aventura pelos sabores sabe que o incomum é surpreendente: temperos, insumos nativos, produtos orgânicos e diferentes formas de preparo aguçam a curiosidade.

E devido a toda a diversidade de sabores espalhada por todos os destinos do mundo, falar desse assunto nunca cansa.

Aqui no blog, no post Uma viagem é melhor quando nos abrimos para a gastronomia local, já falamos de alguns destinos e seus sabores e aromas. Agora, separamos novos lugares e sabores exóticos do mundo para você incluir na sua lista de desejos.
Assim, além de guardar belas paisagens na lembrança, também acumulará experiências gastronômicas com sabor de quero mais.

Guatemala

Guatemala - Sabores exóticos do mundo: experiências gastronômicas cheias de autenticidade
Formada por um mosaico composto pelas tradições trazidas pelos colonizadores espanhóis e os costumes e culturas nativos, a culinária guatemalteca é uma das mais complexas da América Central e uma das mais saborosas. Confira alguns de seus destaques:

  • Kak’ik ou Kac-Iq
    Uma combinação de carne de peru, tomate, pimenta, hortelã, cravo, canela, coentro e pimenta jamaica, esta sopa é considerada patrimônio cultural intangível da Guatemala. Sua marcante cor vermelha remonta às antigas cerimônias rituais e seu nome deriva da palavra “q’eqchi’ kak” que significa vermelho, e “ik”, quente ou muito picante. As raízes remontam ao grupo étnico Q’eqchi, que ainda prepara o prato da mesma forma que fazia centenas de anos atrás. E um dos melhores lugares na capital para provar esta iguaria é no Casa Chapina.
  • Rellenitos
    Que tal um docinho? Os rellenitos são feitos à base de plátanos ou bananas cozidas amassadas recheados com pasta de feijão, cobertos com açúcar e canela e fritos. O sabor e a textura dos feijões assemelham-se muito às do chocolate. Uma iguaria local.

 

Namíbia
Uma visita à Namíbia vai muito além de conhecer um de seus atrativos principais, o Parque Nacional Etosha e seu mundialmente conhecido deserto. Em termos gastronômicos, o país se assemelha à África do Sul: comida variada e cheia de influências de Moçambique, Botswana e Zimbábue. Sua base é formada também pelos costumes de suas inúmeras tribos. Entre os principais expoentes estão:

  • Carnes exóticas

Namíbia - Sabores exóticos do mundo: experiências gastronômicas cheias de autenticidade
Assim como os safáris são chamados de “games”, a carne de caça recebe o nome de “game food”. Nos restaurantes mais refinados, nos lodges e nos restaurantes dentro do Etosha é fácil encontrar carne de órix, kudu, zebra, springbok e crocodilos. Estas mesmas carnes podem ser encontradas também em versões secas, chamadas de “game biltong”, vendidas em saquinhos e consumidas como aperitivo e snack. Na capital Windhoek, excelentes opções para degustar game food são o Joe’s Beerhouse e o Roof of Africa.

    • Potjiekos

Potjenko - Sabores exóticos do mundo: experiências gastronômicas cheias de autenticidade
Este guisado condimentado feito à base de carne, frango e peixe é cozido em um caldeirão de ferro fundido. É uma comida comumente servida nos alojamentos de safáris. Mas, para o turista, é uma deliciosa novidade.

  • Carne de gado orgânica
    Para quem não abre mão de ingredientes orgânicos, um dos diferenciais do gado de corte deste país é que os rebanhos são criados soltos, se alimentando apenas de gramíneas e não recebem injeções de hormônios ou antibióticos, o que torna a carne ali extremamente saudável e muito saborosa.
  • Cervejas
    A Namíbia foi colônia alemã, por isso, tem tradição em cervejas. Algumas já ganharam diversos prêmios internacionais e seus processos de fabricação seguem a tradicional lei de pureza “Reinheitsgebot”, decretada na Baviera em 1516, em que as cervejas devem ser produzidas apenas com três ingredientes: malte, lúpulo e água. Entre as mais populares cervejas do país estão a Windhoek e a Tafel, vendidas em toda esquina. Os destaques, porém, são as cervejas especiais da Camelthorn e da Urbock, encontradas em supermercados e bares. Experimente os sabores mais fortes para acompanhar a game food.

 

RússiaRússia - Sabores exóticos do mundo: experiências gastronômicas cheias de autenticidadeOkroshka

País de temperaturas extremas, tanto no verão quanto no inverno, a Rússia possui uma culinária bastante rica, repleta de nuances. Especialmente no meio do ano, quando o calor é mais forte, um dos pratos mais consumidos no país é o okroshka.
Esta sopa fria é preparada com cenoura, pepino, batatas e ervas picadas e, dependendo do local, pode ter acréscimo de rabanetes ou outros vegetais, além de salame russo. O tempero é o grande diferencial, pois conta com doses de kvass – bebida típica russa produzida à base de pão de centeio, fermento e água – e kefir líquido.

Estados UnidosEUA - Rússia - Sabores exóticos do mundo: experiências gastronômicas cheias de autenticidadeGumbo

Quando se fala em Estados Unidos, boa parte das pessoas logo pensa em junk food. Porém, engana-se quem pensa assim. A diversidade cultural do país proporciona experiências muito ricas para quem curte uma boa gastronomia. A Soul Food, por exemplo, expressa com muita propriedade a cultura de estados do Sul dos Estados Unidos, como a Louisiana, Mississippi, Alabama, por exemplo.

Por isso, passa a ser o acompanhamento perfeito para a música que nasceu nesses Estados, entre elas o Jazz, o Blues, o Country e suas variações como o Rock, o Rhythm & Blues. Além da influência africana e dos primeiros moradores e colonizadores da região, a Soul Food apresenta traços da cultura francesa e espanhola.

O Gumbo é o principal prato da Louisiana. Uma saborosa sopa de frango e/ou frutos do mar com linguiça defumada, alho, cheiro verde, tomate, quiabo e bastante pimenta. Já o BBQ é o famoso churrasco muito feito no Tennessee e em Memphis, onde, inclusive, acontecem campeonatos para escolher quem faz a melhor costela de porco grelhada com molhos.

Em New Orleans, o Crowfish Étouffée é preparado com lagostim (sua versão mais tradicional), cebola, aipo e pimentão verde, cozidos no vapor. Seu nome já anuncia sua parte de influência francesa na preparação. Por fim, a Jambalaya pode remeter à Paella. Os principais ingredientes são frango, andouille (um tipo de chouriço de origem francesa), lagostim de água doce ou camarão, e vegetais, entre eles, pimentão, aipo, cebola, tomilho.

Não se surpreenda ainda se encontrar, por ali, pratos preparados com carne de cobra, carne de javali, carne de jacaré e carne de bambi.